Inspirações

Decoração

Afetos

O charme e a sofisticação da decoração vintage

por: Moldura Minuto

publicado: 29/11/2021

Móveis e objetos antigos criam um ambiente nostálgico repleto de história, aconchego e personalidade

Vintage é uma decoração que reúne charme, nostalgia e aconchego em um só ambiente, uma proposta repleta de estilo e personalidade. Podemos dizer que sua principal característica está no uso de objetos e móveis antigos que provocam inúmeras sensações!

Vivenciar um espaço com decoração vintage é como reviver a infância ou ser protagonista de um filme de época. Para iniciarmos nossa viagem pelo tempo, vale entender como surgiu o conceito vintage.

Muito além do passado

O estilo ganhou força na Segunda Guerra Mundial, quando, diante das dificuldades, as famílias valorizavam itens feitos à mão como patchwork, crochê e outros materiais, bem como objetos e móveis antigos, na decoração das casas e estabelecimentos comerciais.

Essa inspiração estética focada em um período que compreende entre as décadas de 1920 e 1980 também está intimamente ligada a figuras de automóveis charmosos, mulheres com maquiagens marcantes e vestidos de poá, rock n’ roll, cinema, pipoca, divas e ídolos como Marylin Monroe e Elvis Presley, não é mesmo? Também não podemos esquecer dos inúmeros comparativos da palavra vintage com o vinho, “quanto mais antigo, melhor”. Deu para entender por que o décor vintage vai muito mais além do que uma bela decoração?! Ele é carregado de histórias e nos remete a um túnel do tempo – um verdadeiro convite à diversão e à nostalgia! Vem ver nesse post inspirações incríveis do vintagismo!


Como adotar o estilo vintage na sua casa

Foto: Casa Cor Rio de Janeiro

A primeira coisa para adotar o estilo vintage na decoração da sua casa ou do seu espaço preferido é pensar nos móveis e nos objetos. E se forem herdados ainda dos antepassados da família agregam mais personalidade ao projeto. Além da funcionalidade, o valor inestimável é o ponto central do vintage, um décor carregado de emoção.

Caso você tenha que comprar a mobília e os acessórios, um conselho é delimitar um período como fonte de inspiração, o que irá facilitar na escolha dos elementos certos, principalmente se você for garimpar peças em lojas de móveis usados. Porém, não significa que é preciso restringir a decoração. É possível, sim, mesclar elementos de todas as décadas que envolvem o conceito antigo.

Se tentarmos caracterizar o estilo vintage por décadas, podemos fazer a seguinte distinção:

– Os anos de 1920 a 1930 são marcados por móveis escuros e detalhes barrocos;

– As décadas de 1940 a 1960 remetem ao romantismo e à elegância;

– Os períodos de 1970 a 1980 correspondem aos elementos alegres e vibrantes.

Voltando ao mobiliário, a matéria-prima que mais caracteriza os móveis do estilo vintage é a madeira. Eles costumam ter um design bem característico com linhas simples e retas e as pernas pontiagudas, como um sofá ou poltrona com pés-palito.  

Agora vamos aos detalhes do décor vintage – elementos-chave que vão agregar história e sofisticação ao ambiente. As possibilidades são muitas: malas antigas, baús, peças feitas à mão, vitrola, disco de vinil, relógios, rádios, entre outros. A vantagem de usar objetos herdados é trazer suas raízes e lembranças para a decoração vintage.

Outro diferencial na ambientação de uma decoração vintage é acrescentar quadros de arte, pôsteres e ilustrações, retratos antigos e fotografias no melhor estilo hollywoodiano. Estas peças são um verdadeiro tesouro e conectam o espaço com a personalidade dos moradores da casa. Atente-se ao equilíbrio e à harmonização do seu projeto vintage. Nesse ponto, é fundamental pensar nas tonalidades da decoração. Quais cores serão usadas nas superfícies, como piso, teto e paredes? Você pode mesclar tons suaves, como o branco, bege e rosa com cores vibrantes como azul, verde, tons alaranjados e marsala. Os tons pastel e sóbrios também são muito usados para trazer a sensação de desgaste do tempo. Aposte nos papéis de parede, que podem ser estampas florais e até padrões geométricos delicados.

Pensar na iluminação também faz toda a diferença! Neste caso, a luz indireta vai transmitir um clima de aconchego. Se optar por feixes de luzes distribuídos em vários pontos da casa fica melhor ainda!Vale usar lustres pendentes, arandelas, abajures e até candelabros e lamparinas que, ao trazerem o elemento fogo, deixam o espaço mais elegante e acolhedor.

Agregue história e personalidade ao décor vintage


Foto: Casa Vogue – projeto Nildo José

Não se esqueça de investir em suas próprias memórias na composição do ambiente vintage. Para isso, aposte nos móveis e objetos! Eles têm um papel essencial na harmonia visual da decoração, agregam valor e história e são responsáveis pela tradução da personalidade dos moradores da casa.

Na foto acima, vemos um projeto assinado pelo arquiteto Nildo José. Nele, o sofá é um protagonista da história antiga. Uma verdadeira relíquia! O modelo é um Chesterfield robusto, com 5 metros de comprimento, que percorre toda a extensão da sala, reunindo home theater, living e jantar. A peça é um clássico de botões que traz um clima vintage ao espaço, reforçado pela TV antiga que serve de bar.

Preencher as paredes com quadros vintage é uma proposta interessante para agregar personalidade ao projeto. Por meio deles, é possível criar ambientes temáticos de acordo com gostos e preferências da família. Se você gosta de rock antigo, por exemplo, escolha quadros ou pôsteres da sua banda clássica preferida!

A versatilidade e mistura de estilos na decoração vintage

Foto: Casa Vogue

Na decoração vintage você pode soltar a imaginação e misturar, sem medo, os estilos e materiais. Por exemplo, permita-se abusar de formas abstratas, geométricas, florais e xadrez, e também compor um décor mesclando texturas como o plástico, vidro, vinil, veludo e couro.

A sala acima, com atmosfera vintage, é um exemplo de um ambiente com identidade e estilo próprio. Por meio de cores e texturas, o que vemos é uma mistura de passado e presente. Peças antigas como a mesa e a estante estão ao lado de móveis de linhas mais retas, como as elegantes cadeiras de balanço brancas e a poltrona. Objetos como estatuetas, quadros com pinturas clássicas e mapas-múndi conferem elegância e sofisticação ao décor.

Por serem muito versáteis, as peças vintage combinam com outros estilos de decoração. Você pode, por exemplo, ter uma sala inteira contemporânea e usar um móvel vintage como ponto de destaque do seu ambiente, o que com certeza criará um espaço cheio de personalidade e estilo, além de mais aconchegante.

Outra boa dica é incrementar a decoração com alguns objetos retrô. Dependendo do design e da qualidade, não há problemas em unir os dois estilos, porém sem exageros, ok? O importante é que o conjunto da obra não fuja do objetivo principal que é trazer o estilo vintage para o décor do ambiente, seja da casa ou escritório.

Qual a diferença entre os estilos vintage e retrô?

Vamos a uma explicação bem simples e objetiva: a decoração vintage é composta de objetos que, de fato, são originários de décadas passadas. Já na decoração retrô, as peças parecem envelhecidas, mas foram produzidas por marcas atuais e com matérias-primas novas, ou seja, uma reeleitura do passado com produtos atuais que adotam aparência antiga.  Um exemplo são as geladeiras e TVs com design vintage que contam com a tecnologia atual.

O charme e a modenidade de uma cozinha vintage

Projeto: Mariana Luccisano

Uma cozinha com decoração vintage costuma ser muito charmosa. Elas remetem a uma estética visual familiar, alegre e divertida. No projeto assinado por Mariana Luccisano, o antigo e o moderno caminham de mãos dadas.

Você pode usar acessórios vintage em uma cozinha com estilo contemporâneo ou não abrir mão de equipamentos modernos em um ambiente vintage. Neste caso, é possível optar por acessórios com design retrô, mas com tecnologia atual.

Outra dica é deixar os revestimentos do piso, das paredes e do teto em tom neutro. E, se preferir, você pode pintar alguma superfície de vermelho, azul ou amarelo, o que traz vivacidade ao espaço. O toque especial de ilustrações na parede com estilo vintage proporcionam mais descontração ao ambiente.

Se você está se perguntando em qual cômodo da casa a decoração vintage é mais indicada, saiba que o estilo pode ser aplicado em qualquer ambiente: varanda, quarto, sala, cozinha, banheiro e escritório, enfim… é só soltar a imaginação e viajar no tempo!

Quadros vintage: um toque de nostalgia e charme

Optar por um quadro vintage é dar uma verdadeira repaginada nos ambientes da casa. Eles garantem autenticidade e permitem diferentes composições, seja em um espaço projetado no estilo nostálgico ou até mesmo em propostas com décor contemporâneo ou moderno. O importante é transmitir o conceito e dar personalidade ao projeto de decoração por meio das obras de arte – pinturas, fotografias, imagens abstratas, ilustrações.

Como vimos neste post, o quadro vintage é inspirado em imagens, cores e mensagens bem características das épocas antigas. Os temas podem variar: cinema, música, carros, motos, bebidas, comidas, objetos antigos, mensagens bem-humoradas, propagandas divertidas e que marcaram época, imagens pin-ups de mulheres com maquiagens marcantes, entre outros.

Definitivamente, os quadros com estilo vintage incrementam a decoração de paredes, deixando o ambiente mais atrativo ao expor verdadeiras histórias enquadradas na forma de molduras. Um convite à imaginação e uma verdadeira viagem ao passado!

Confira algumas inspirações de quadros vintage disponíveis no site da Moldura Minuto!

Foto: Israel Maia Jr.

Foto: Marcelo Tchebes

Foto: Luiz Bertini

Fontes:
Casa Vogue
Vai Com Tudo
Machine Cult
Cyrela
Archtrends
Casa Cenário

Nenhuma resposta para "O charme e a sofisticação da decoração vintage"

Nenhum comentário ainda.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *