Decoração

Saiba como escolher o vidro certo para o quadro

por: Moldura Minuto

publicado: 28/02/2022

Os tipos comum e anti reflexo têm a função de proteger e valorizar obras de arte; a escolha assertiva depende de gostos e indicações profissionais

Emoldurar é a arte de eternizar gravuras, fotografias e objetos com valor afetivo e dar personalidade aos projetos de decoração de interiores. Além de valorizar as obras, as molduras são as grandes responsáveis por preservá-las contra o desgaste do tempo. E é neste contexto que o vidro é fundamental, pois ele é capaz de proteger as relíquias de agentes como poeira e umidade e dar aquele toque especial em diversas técnicas de emolduramento. No mercado de decoração, podemos destacar dois tipos de vidros mais comuns para quadros: o normal e o anti reflexo. Mas qual é o mais indicado?

A decisão mais assertiva é aquela orientada por profissionais que irão avaliar diversos fatores do próprio ambiente que a moldura será instalada e até mesmo analisar as peculiaridades da peça artística. “Além disso, a escolha do tipo de vidro também depende do gosto do cliente”, responde Marina De Nadai, arquiteta e social media da loja Moldura Minuto da Vila Madalena/SP.

Conversamos também com a proprietária da loja Moldura Minuto de Curitiba/Batel, no Paraná, Márcia Zanoni Calcagnotto. Segundo a especialista, quando um comprador chega à loja, todos os prós e contras são esclarecidos para que o resultado seja o mais perfeito possível e satisfaça todas as suas expectativas.

Assim, nada como um direcionamento especializado! E se você pretende emoldurar sua obra preferida, reunimos nesse post informações sobre quadros estruturados com os dois tipos de vidro. Confira!

Características do vidro comum no emolduramento de quadros

Foto: loja Moldura Minuto Curitiba/Batel

Esta foto mostra o efeito de peças emolduradas com vidro comum. Márcia Zanoni conta que não teria outra opção de vidro para enquadrar objetos artesanais, como estes que compõe a coleção Olaria – exclusiva da rede MM, senão o comum. O fato de ser leve e translúcido enobrece criações diferenciadas a exemplo destas esculpidas em cerâmica. Sem esquecer que este modelo de vidro é ideal para espaços que não têm uma forte incidência de luz natural ou artificial.

“O brilho do vidro comum valoriza a arte. Eu costumo indicar o anti reflexo apenas em casos de muita luminosidade. Mas tudo isso é explicado ao cliente quando ele nos procura. E de verdade, o reflexo só é percebido quando citamos a existência dele. Eu particularmente adoro o aspecto que o vidro comum agrega à imagem”, complementa a proprietária da Moldura Minuto de Batel.

Os vidros comuns usados nesta composição acima têm as seguintes *propriedades: espessura de 2mm (para molduras mais pesadas indica-se grossura de 3mm), reciclável, rígido e durável, com 85% de transparência e impermeável. *(padrão da rede Moldura Minuto)

Características do vidro anti reflexo no emolduramento de quadros

Foto: loja Moldura Minuto Curitiba/Batel

Observando estes quadros compostos, você consegue perceber o impacto que o vidro anti reflexo confere às molduras? É sutil, mas dependendo do ambiente faz toda a diferença! Se o local tem uma forte iluminação natural é melhor apostar nesse recurso. “Estas obras de arte estão posicionadas em frente a uma grande janela que conecta a sala a um espaço externo. Outra particularidade que pede por uma proteção fosca é a base escura das fotografias da lua e do semblante”, comenta Márcia. 

Toda a rede Moldura Minuto disponibiliza o vidro anti reflexo com os seguintes atributos: rígido, durável, poroso em versões nacional e importada. O nacional é produzido a partir de microtexturas e possui capacidade muito grande de difusão de luz. Já o importado apresenta textura suave que espalha os raios luminosos e permite a visualização quase que perfeita da imagem.

Com vidro comum ou anti reflexo: qual moldura combina mais com você?

Foto: Marina De Nadai/Moldura Minuto Vila Madalena

O quadro com fotografia de mar no meio da composição foi emoldurado com anti reflexo; já os de cima e mais abaixo com vidro comum.

Foto: Marina De Nadai/Moldura Minuto Vila Madalena

Nesta imagem vemos a mesma gravura da foto anterior de mar azul com anti reflexo e as outras foram confeccionadas com vidro comum.

Foto: Marina De Nadai/Moldura Minuto Vila Madalena

O quadro com moldura prateada no canto direito tem vidro anti reflexo; os outros três, inclusive o do leão, vidro comum.

Qual moldura com seu respectivo vidro você escolheria destas fotos acima? Eis a questão! Como já citado nesta matéria, Marina De Nadai evidencia que tudo vai depender da predileção e intenção do cliente em conjunto com a orientação profissional. 

E assim como a Márcia, da Moldura Minuto de Curitiba/Batel, a social media Marina da MM Vila Madalena/SP ressalta os diferenciais do vidro comum: “Este tipo de material reflete o que é projetado nele, conferindo mais vida ao quadro e ainda funciona como uma espécie de espelho, possibilitando amplitude ao espaço”. 

Fica aqui, literalmente, a reflexão do que é ideal! 😉

Os cuidados em relação ao uso de vidro na estrutura de um quadro

O serviço de consultoria especializada disponível no site da Moldura Minuto alerta que “no caso de telas confeccionadas com pintura a óleo não é recomendado nenhum tipo de vidro, apenas molduras”. Pois mesmo que o emolduramento seja construído com a proteção do paspatur, a espessura do mesmo não consegue proteger a gravura do vidro por conta da grossa textura desse padrão de tinta.

A arquiteta Marina De Nadai ressalta que no caso de gravuras assinadas ou artes pintadas à mão (sem ser com tinta a óleo) se faz necessário o recurso do paspatur para o vidro não encostar direto na tela, intensificando assim a proteção do desenho. “Já quando emolduramos objetos como quebra-cabeças, cocares, raquetes, roupas, entre outros, o vidro é crucial para evitar o acúmulo de sujeira na peça, fazendo com que ela permaneça intacta com o passar dos anos”.

Moral do post…a moldura ideal vai além da escolha do tipo de vidro. O importante é o conjunto da obra, ou seja, a melhor técnica de emolduramento. Portanto, quando você decidir imortalizar suas memórias afetivas, sejam nas paredes ou em cima dos móveis, em ambientes internos ou externos, com ou sem luz, entre em contato com quem entende do assunto.

Clique aqui e conheça mais sobre o trabalho da Moldura Minuto, empresa líder no mercado de molduras customizadas.

Fontes:
Consultores Moldura Minuto
Loja Moldura Minuto Curitiba/ Batel
Loja Moldura Minuto Vila Madalena/SP
ArchGlassBrasil
Molducenter

Nenhuma resposta para "Saiba como escolher o vidro certo para o quadro"

Nenhum comentário ainda.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *